segunda-feira, 12 de julho de 2010

Estrela ...... a Equipa !!!!!! Justiça .... a Vitória !!!!!!!!!!!!!!!!

Mais um mundial terminado e um vencedor,"quase que anunciado por antecedência", a Espanha.
O tema dominante das conversas sobre o mundial, centra-se agora na justiça ou não da vitória da selecção Roja, numa coisa as conversas convergem quase unanimemente, a Final foi entre as duas melhores selecções do evento, com a Alemanha a receber alguns admiradores, ao qual eu acrescento, e do apuramento.
Senão vejamos as selecções da Espanha e da Holanda, fizeram um apuramento limpinho, ou seja sem qualquer ponto cedido, nove jogos,nove vitórias, na fase final do Mundial e até á final, a Holanda ganhou todos os 6 jogos, a Espanha perdeu o 1º, mas que massacre deu na selecção da suiça, certamente ainda hoje os hélveticos se estão a perguntar como ganharam á selecção campeã Mundial, depois seguiram-se 6 jogos de sucesso com vitórias tangenciais mas consideradas justas por todos, adversários incluidos.
Não sendo uma final muito bem jogada,como dizem os especialistas, foi uma final disputada, por vezes até viril( mais por parte dos Holandeses) e com incerteza no resultado, concordo com quase tudo, agora ao ter presentes jogadores como Iniesta, xavi e casillas (San Iker como é carinhosamente tratado e bem...)de um lado e Sneijder, Robben e Van Persie de outro, só para citar estes, pode alguma vez ser uma Final mal Jogada? Claro que não,que regalo para os amantes do desporto Rei ver executantes como estes a jogar.
Seria Justo para esta competição ter uma Final sem jogadores de tão fino recorte?, eu diria mais que grande desilusão não ver na Final estas estrelas, ou melhor esta constelação de Estrela?
Com pezinhos de lã Xavi e Iniesta, não esquecendo nunca as mãos de Ouro de Iker casillas, lá levaram sua selecção á tão ambicionada e merecida vitória no campeonato do Mundo da àfrica do Sul, e um país inteiro ao extase, agora podem perguntar se só estes jogadores citados é que ganharam, claro que não, mas alguém duvida que sem estes 3 elementos a Espanha não era a mesma?
Se os dois Barcelonistas são autenticamente o motor desta equipa, são eles que impõem os ritmos de jogo da equipa e do adversário, sim porque travam ou não as investidas da equipa oponente sempre ou quase sempre a perceito, ora seja com pressão imediata sobre o portador da bola, seja com falta (muito raramente) ou com recuperações de bola, organizão todo o jogo da equipa, logo bem lá trás junto á sua área, sempre com trocas de bola, passes sempre bem intencionados e com objectivos bem delineados, depois de tudo isso ainda aparecem amiude nas zonas de finalização,para o ultimo passe e mesmo para tentarem eles mesmos a finalização dos lances, aliás como aconteceu no jogo decivo, com Iniesta a marcar o tento solitário da grande Final. Se juntarmos o sempre seguro e salvador Iker Casillas, sempre que chamado, a dizer presente com defesas impressionantes e uma segurança a toda a prova sem nunca acusar os comentários injustos e a capitanear a armada espanhola até á Vitória final, então temos sem duvida a selecção quase perfeita, uma equipa que em 7 jogos, de uma fase final de uma tão Grandiosa como Importante competição sofre só 2 Golos não pode ser obra do acaso tem que ser forte e ser uma equipa na sua verdadeira dimensão, uma equipa onde apesar de as haver, a Estrela é a própria equipa e não nenhum elemento em Particular, onde todos puxem para o mesmo lado e desbravem os obstáculos do caminho juntos, isso sim é uma equipa e a selecção Espanhola foi-o e teve um éxito concludente que será recordado eternamente por todos em geral e particularmente pelos Espanhóis.
Uma palavra de apreço para a selecção da Holanda, a laranja mecãnica como a chamam, que apesar de emperrar um pouco na Final, fez uma competição a todos os nivéis notavel e que a todos os apreciadores de Futebol deixou água na boca, tal a forma como se exponha e desdobrava em campo, e com excelentes executantes onde saltam á vista nomes como sneijder, Robben, van Persie, Van der vaart, entre muitos outros, e que se não fosse san Iker Casillas a impedir, a passadeira vermelha estava estendida para vitória laranja.
Glória aos vencedores e honra aos vencidos, no descer do pano de mais um Mundial de Futebol.
Nesta competição, mais que nas anteriores, as vedetas solitárias perderam-se nos labirintos tácticos urdidos pelos próprios seleccionadores, e nas enredadas teias tecidas pelos adversários, e que sem solucções individuais foram incapazes de se integrar nas operaçoes colectivas, ao ponto até de criarem problemas na mecanica da equipa, conclusão foram "estrelas" ofuscadas e sem brilho.
Se duvidas restavam elas foram totalmente dissipadas, no Futebol actual o "Nós" é cada vez mais importante e eficaz do que o "Eu", e o grande exemplo disso é a selecção da Espanha, onde ficou bem vincado que a Glória é de Todos e a Estrela é a ..... EQUIPA .

Sem comentários:

Publicar um comentário