quinta-feira, 7 de janeiro de 2010

Mais ou Menos .....

Mais ou Menos.....
foram estas as palavras, o mote para uma conversa, eu diria, um desabafo de um senhor que comigo se cruzou, logicamente que nos conhecemos, agora melhor, mas sem ser das minhas relações , uma pessoa que prezo.
então foi mais ou menos assim:
- Tudo bem ? Perguntou ele.
ao que eu respondi:
- Tudo bem , e o senhor?
Então sem mais abrandamentos ou paragens, parecia mesmo que estava á espera de um momento assim para aliviar a alma, o espirito, ou que quer que seja que nos faz ficar mais leves e serenos, mais ou menos? Está doente? Nasua familia tem alguém doente ou com problemas graves?
- Não, respondi mais uma vez.
Ai sim ele tomou definitivamente as rédeas da conversa e lá continuou, era como uma bomba presyes a rebentar.
Mais ou Menos....estou eu, com saúde, trabalho e uma vida que poderia ser regalada com o conforto que a minha reforma me podia dar, mas pronto, estou mais ou menos, com esta pedra no meu sapato, nunca pensei dizer isto , ainda por cima de um filho, mas foi no que ele se tornou para mim e consequentemente para a minha mulher e por arrastamento o resto da familia, que também deveria sera dele, mas que não respeita como tal.
Imagine que com 31 anos, não ouviu mal, naõ, restorquiu ele ao ver a minha cara de espanto,, repito com 31 anos de idade, não tem rumo definido na vida nem responsabilidade inerente a uma pessoa daquela idade, só me dá dores de cabeça aquele rapaz, só pode ter problemas psiquicos ou então não sei a vida dele, nem o que vai na cabeça duma pessoa desta estirpe.
Que vida a dele, e se já não basta-se, agora teve o desplante de colocar uma filha no mundo, é uma benção a minha netinha, mas lá tenho que ser eu a criá-la, uma vez que o ritmo de vida do pai e da mãe, é de burgueses, levantar ao meio-dia, comer, ir tomar café, passear e os avós que cuidem da filha, que têm obrigação para tal, resumindo, é borga e mais borga, e para cumulo continua tudo a passar-se debaixo do meu tecto. E eu.... é verdade, eu de mãos atadas só porque é meu filho, mas caro amgo, vou ter que por o coração de lado e agir com razão e tentar dar-lhe mais uma vez ...um rumo, a ele e á familia, onde claro estão incluidos a minha netinha e a companheira .... do gajo.
Vejam bem o desespero deste Pai, pensei eu, quando chega ao ponto de chamar assim um filho.
desculpe estar a falar assim , mas isto , e não vou exagerar, está-me.... a matar !!!!!!E sem se deparar com e perante nada, continuou:
eu até acho que ele anda em vicios maus, só me faltava essa agora para compor o ramalhete, ai eu interrompi e tentei sossegar aquele coração despedaçado, não acredito, disse eu , pois se assim fosse você notaria alterações de outro género nele.
Tomou mais uma vez o leme da conversa e prosseguiu:
eu agora vou ter 15 dias de férias, e vou aproveitar para indagara fundo a questão.
Agora com os olhos cravejados de água, prosseguiu:
Eu até já lhe disse " ó pá vai e aparece só daqui por uns anos se tiveres saudades da tua familia, senão, fica por lá", e para lhe dar uma lição, ou melhor mais uma das muitas que já dei, finalizei, " tu só vais acordar quando eu te faltar, e ai, já não posso olhar por ninguém".
Olhe até logo, assim se foi sem mais demoras e sem sequer olhar para trás, como que a refugiar-se para deixar cair umas gotas de água dos olhos, a que nós damos o nome de lágrimas , mas que neste caso poderiamos muito bem apelidar de lavagem de alma, e se é verdade que o coração também chora, estas eram de lá que vinham.
Pois é , ainda nós nos queixamos que avida naõ corre e tal, e tal....
Agora, e pelo menos hoje sinto que tenho uma vida , Mais ou Menos.... e não estou satisfeito, dizendo que é .... Mais ou Menos.....mais ou Menos é a vida daquele senhor.
Imaginem agoar se assim não fosse e ele a chama-se de madrasta, qual seria a vida...Mais ou Menos?
E se a nossa vida, sim essa, que nós apelidamos de Mais ou Menos, tivesse os atropelos e sobressaltos, que têm certas vidas, como a qualificariamos???????
Vamos é viver a VIDA de uma forma que a todos agrade, sei que é dificil,mas que pelo menos de forma que não atropele nada nem ninguém.
Uma VIDA PARA TODOS...MAIS ou MENOS !!!!!!!!!!!

Sem comentários:

Publicar um comentário